Como impressionar uma mulher no sexo oral

Como impressionar uma mulher no sexo oral

novembro 1, 2018 0 Por Carla Matos

O corpo da mulher é cheio de sensações prazerosas. Explore esse corpo.

 

Provoque nela a dúvida de se você vai chegar lá ou não. A expectativa é gostosa. Portanto, beije-a bastante, acaricie o corpo, beije a barriga, costela, passe para as coxas e pés.

Parte importante das preliminares, o sexo oral é apreciado por muitas, mas alguns comportamentos frequentes durante a prática não as deixam nada felizes. Veja situações com as quais elas estão cansadas de se deparar
É raro encontrar mulheres que não gostam de receber sexo oral. Apesar de elas terem a capacidade de atingir o orgasmo com penetração, é mais fácil que o ápice do prazer ocorra durante o estímulo clitoriano, ou seja, com práticas como o oral. Além disso, fazer sexo oral é um importante passo nas preliminares , já que, por conta da excitação, a lubrificação do canal vaginal aumenta e o sexo fica muito melhor.

No entanto, também não é difícil encontrar aquelas que estão cansadas de encarar situações que fazem o prazer ir embora. Confira algumas coisas que devem ficar de fora na hora de fazer sexo oral de acordo com elas mesmas:

Não vá rápido demais
Afobação e força são duas das maiores inimigas da prática. Segundo um grupo de mulheres consultado pelo Delas, é importante que não se vá “direto ao ponto”; carícias e beijos próximos à região (como a barriga e a coxa) são bem-vindos .

Sim, é importante não fazer apenas um movimento, mas variá-los o tempo todo pode fazer com que o prazer vá embora rapidamente. A dica é começar devagar e aumentar o ritmo de acordo com as reações dela.

Não aplicar muita força na hora de sugar ou lamber a região também é essencial; o clitóris deve permanecer onde está, não aja como se quisesse retirá-lo dali.

Não ignore os sinais
Quando a mulher diz coisas como “isso”, ou “assim mesmo”, ela realmente quer dizer “isso” e “assim mesmo” e não “mais rápido” ou “mude completamente o que você está fazendo”. É importante prestar atenção aos sinais da parceira, sejam eles em forma de dicas, alertas, gemidos, movimentos ou intensidade da respiração. Dessa forma, o caminho até o clímax não é interrompido.

Nada de técnicas estranhas
Pode parecer brincadeira, mas é comum encontrar pessoas que acham que fazer oral se resume a mover a língua descontroladamente e esperar que haja um resultado. A “língua de helicóptero” deve ficar de fora da brincadeira, junto com técnicas como “desenhar” as letras do alfabeto com a ponta da língua (sim, é uma dica comum), imitar um cachorro bebendo água, tentar “cavar” o clitóris ou assoprar a região.